Candidaturas até 23 de março de 2016 | China: Política e Cultura l Curso de Formação Especializada

Estão abertas as candidaturas para o curso de formação especializada sobre "China: Política e Cultura" oferecido pelo Instituto de Formação e Consultoria do ISCSP (ISCSP-iFOR), com o conteúdo científico do Instituto do Oriente (IO) e o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa.

 

PROGRAMA

- Cultura e Política na China

- Política Externa da China

-  Geopolítica da China

 

As inscrições decorrem de 7 a 23 de Março de 2016 e  poderão ser efetuadas de duas formas:

- Presencialmente, junto do Gabinete de Formação e Consultoria (ISCSP-IFOR), através do preenchimento de uma ficha de inscrição e do pagamento da taxa de candidatura. A ficha de inscrição deverá ser entregue juntamente com cópia do Curriculum Vitae, cópia do certificado de habilitações literárias e cópia do Cartão de Cidadão.

- Via e-mail, através do envio da documentação necessária à candidatura para o endereço: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Para mais informações consultar o regulamento.

 

 

 

voltar ao topo

Revista de Imprensa Asiática Principais Notícias

  • sexta, 22 setembro 2017 Japão - Filipinas

    The Duterte administration’s economic managers and the Japanese government next week will firm up financing commitments for P315.4 billion in big-ticket infrastructure projects, the Department of Finance said Friday.

     

  • sexta, 22 setembro 2017 Japão

    The Japan Coast Guard will strengthen its training system for JCG officers stationed on Miyakojima island in Okinawa Prefecture, a base for the defence of waters around the Senkaku Islands, known in Taiwan as the Diaoyutai Islands, according to sources.

     

  • sexta, 22 setembro 2017 Coreia do Sul

    According to a survey conducted last month by professor Lim Dong-kyun from University of Seoul, 89.5 percent of some 1,202 respondents said that the new law was effective. Some 45.6 percent said the impact was little, while 5.6 percent said the changes were huge.

     

Ver todas